Quem Somos
Histórico

A ideia de se criar um Centro Mineiro do Voluntariado Transformador surgiu em 2008, pela articulação de parceiros do Comitê de Entidades no Combate à Fome e pela Vida - COEP, Rede Nacional de Mobilização Social, criada em 1993 pelo sociólogo Herbert de Souza (Betinho).

Inicialmente, reuniram-se o Instituto de Gestão Organizacional e Tecnologia Aplicada - IGETEC®, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social - SEDESE e o Voluntariado Internacional de Desenvolvimento e Educação Social - VIDES Brasil, todos parceiros do COEP MG.

Deste encontro surgiu a necessidade de buscar novos parceiros para aprofundar a discussão sobre as ações de Voluntariado Transformador em Minas Gerais. As ações neste sentido que foram consideradas “dispersas”, por não existir, até aquele momento, uma organização que atuasse e congregasse esforços para fomentar e capacitar a ação voluntária.

O grupo (à época uma Rede) recebeu importantes adesões de parceiros do COEP MG e também externos, originados dos setores governamental, empresarial e sociedade civil organizada.

A partir de então, iniciaram-se ações de mobilização social para a construção de políticas públicas de Voluntariado Transformador.

Em novembro de 2009 foi realizado o Debate Público – “Voluntariado Transformador: Preservando Bens Comuns e Ampliando a Cidadania”, cujo objetivo foi traçar um diagnóstico do voluntariado no Estado de Minas Gerais, aproximando voluntários, iniciativa privada e poder público.

Este Debate permitiu a discussão do Projeto de Lei (PL) 3.653/09, que resultou na promulgação, em 08/01/2010, da Lei nº 18.716 - Política Estadual de Fomento ao Voluntariado Transformador, marco histórico para a prática do voluntariado no Brasil, replicada, com pequenas alterações, em diversos estados e municípios brasileiros.

Em março de 2010, foi realizado o I Fórum Nacional do Voluntariado Transformador com o objetivo de reunir especialistas, identificar os desafios e apresentar proposições para a regulamentação, implementação e disseminação da Lei nº 18.716/2010, Política Estadual de fomento ao Voluntariado Transformador.

Na sequência, foi realizado o Concurso de Redação com o tema "Como o voluntariado pode transformar o meu mundo? ”, em comemoração ao Dia Global do Voluntariado Jovem – Global Youth Service Day 2010. Esta ação teve por objetivo promover a reflexão sobre o voluntariado dentro das escolas, na perspectiva de potencializar sua capacidade transformadora. O Concurso contou com a participação de mais 20 mil estudantes, de 120 instituições de ensino diferentes.

Com o sucesso do I Fórum, em julho de 2010, o evento recebeu a chancela da Organização das Nações Unidas - ONU para que se realizasse a II Edição, agora em nível internacional.

Além da ONU e de novos parceiros, o I Fórum Internacional e II Fórum Nacional do Voluntariado Transformador, contaram com as chancelas do Ministério das Relações Exteriores - MRE, do Governo de Minas, da prefeitura de Belo Horizonte e de diversos consulados sediados na capital.

Em julho de 2012 o Centro Mineiro de Voluntariado Transformador – MINAS VOLUNTÁRIOS apresentou-se à sociedade como uma organização devidamente registrada, realizando em dezembro de 2013 o II Fórum Internacional e III Fórum Nacional do Voluntariado Transformador – Cidadania Ativa e Combate à Corrupção.

Em 2014, contribuiu na articulação e implantação da Frente Parlamentar de Apoio ao Voluntariado Transformador, iniciativa inédita no país, com cerimônia realizada em 9 de abril, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais – ALMG.

Em 2015, juntamente com a Federação Mineira de Fundações e Associações de Direito Privado - FUNDAMIG, realizou o III Fórum Internacional e IV Fórum Nacional do Voluntariado Transformador – Voluntariado e a Sociedade do Conhecimento: uma Estratégia Competitiva. O evento protagonizou a assinatura de Protocolo de Intenções junto a Prefeitura de Belo Horizonte - PBH, intitulado " BH Capital da Solidariedade", com o objetivo de articular e promover ações de voluntariado na interface com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - ODS.

Em 2016, junto a PBH, contribuiu na construção de dois importantes decretos para a capital, respectivamente: a Regulamentação das Leis do Voluntariado (Decreto nº 16.275, de 4 de abril de 2016) e a Instituição do Comitê do Programa BH- Capital da Solidariedade (Decreto nº 16.276, de 4 de abril de 2016), além de um acordo de cooperação.

Em 2017, com a conquista de sede própria, realizou importantes alterações na diretoria, estatuto e modelo de gestão.

contato@minasvoluntarios.org
© 2014 Minas Voluntários
+55 (31)929209805
+55 (31)2511-5176