Movimento Transformar Contagem conta com novos parceiros para 2020

Minas Voluntários e E-Missão vão agregar experiência e alinhar objetivos na busca de um mundo mais humanitário e igualitário

O Movimento Transformar Contagem ganhou novos parceiros que pretendem agregar experiência em gestão às atividades do movimento, em 2020. A adesão das duas novas entidades: Minas Voluntários e E-Missão correu no dia 5 de dezembro, data em que se comemora o Dia Internacional do Voluntariado.

Na ocasião em que ocorreu a adesão, foi apresentada um balanço das atividades do projeto Transformar Contagem, desde a sua criação até o diagnóstico e as metas para 2020. Também foi possível discutir o alinhamento de ações com os novos parceiros.  Além disso, foi realizado um treinamento pela equipe do Minas Voluntários com o tema “Voluntariado Transformador/Agenda 2030 da ONU”. O treinamento abordou os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS/ONU), bem como o nivelamento de aspectos jurídicos,  a exposição de metodologia e estratégias, entre outras questões.

Ao dar boas-vindas aos novos parceiros, a coordenadora do Transformar Contagem, Luciana de Freitas, disse que a data era emblemática e propícia para pensar  projetos que tem como foco o voluntariado, a filantropia, o altruísmo. “Que possamos somar e multiplicar numa ação solidária e transformadora. Muito mais que frutos materiais, colhemos o sentimento e a vontade de muitos que querem ajudar”, ressaltou. Para facilitar o acesso ao projeto, Luciana informou que  o Movimento conta com um aplicativo que serve de instrumento para aproximar voluntário e entidade/quem quer ajudar e quem precisa de ajuda. “Com esta adesão, pretendemos agregar forças, dentro e fora dos limites de Contagem, com a meta de fortalecer e multiplicar o nosso Movimento”, explicou. O aplicativo a qual a coordenadora se referiu pode ser baixado no sistema IOS (Apple Store) e Android (Google Play) e a sua instalação é autoexplicativa.

Segundo dados do Transformar Contagem, apresentados por Gisela Camargos, a equipe visitou, desde a sua criação em abril de 2018, 110 entidades, sendo que 60 já estão conectadas à plataforma digital do aplicativo. Também foram realizadas sete capacitações presenciais em grupo e a cronometragem de 11.405 horas de atuação em trabalhos voluntários, já doados na cidade de Contagem.

Minas Voluntários

No encontro, que ocorreu na Sala de Multimeios da Prefeitura de Contagem, foi lançada a revista virtual do Núcleo de Altos Estudos em Voluntariado e Sustentabilidade (Nave). A revista traz uma primeira publicação que pode ser conferida no seguinte link (Clique aqui). O lançamento foi feito em comemoração ao Dia Internacional do Voluntariado. Em fevereiro, será entregue o primeiro exemplar impresso da publicação.

Criada há 11 anos, a ONG Minas Voluntários tem como missão conectar e qualificar pessoas e organizações para a prática do voluntariado transformador e sustentável, como base para a realização dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Em sua bagagem, estão experiências desde a realização de fóruns nacionais e internacionais até a colaboração com a ONU, em projetos estratégicos de voluntariado voltados à BH e Minas Gerais.

Conforme salientou o presidente da entidade, Rodrigo Starling, a parceria que se inicia com o Transformar Contagem pode possibilitar – com o real apoio da gestão pública frente à prefeitura – a implementação de um projeto  em sintonia com a linha da ODS/ONU, propício a se tornar um ‘case’ de sucesso, não só para este município, mas como um piloto a ser levado a outros estados do país. “Sabemos que para alcançar metas, a parceria requer trabalho sério com foco nas estratégias e no relacionamento intersetorial que envolve governo, sociedade civil, empresas, entidades e cidadãos”, destacou Rodrigo, e complementou ao dizer que trabalho voluntário necessita de gerenciamento para aferir resultados, criar indicadores de monitoramento e de avaliação das atividades. “Para tanto, este estará pautado nos  quatro eixos: apoio da auto-gestão com o prefeito da cidade apoiando; recursos humanos, segurança jurídica e comunicação estratégica”, asseverou.

E-missão

Patrícia Noronha que representa a E-missão: uma ONG com experiência de voluntariado internacional, afirmou que a parceria com o Transformar Contagem tende a ser frutífera. “Nós vemos o voluntariado como uma questão de caráter do bem, de pessoas que se preocupam com a situação do outro. Não podemos mais colocar a culpa nos governos das situações e mazelas, precisamos fazer a nossa parte, seja na questão humana ou ambiental. Pequenas atitudes podem mudar o mundo” disse ela, que atua no RH da ONG.

Segundo Patrícia, a E-missão iniciou o trabalho voluntário com a tragédia de Mariana, em 2016, quando um grupo de pessoas começou a limpar a lama nas residências em Barra Funda. Posteriormente, a instituição atuou com intervenção de Saúde em comunidades dos sertões de Pernambuco e Piauí. Em fevereiro de 2020, estará em Moçambique, além disso, já está desenvolvendo trabalhos com refugiados da Venezuela, no Brasil.

Desenvolvimento Social – 11/12/2019, 16:26:52 – Repórter: Noeme Ramos – Foto: Elias Ramos